Project

SPMS

Documentation
  • PUBLIC PROJECT
  • FHIR STU3
  • Scope National PT
  • Bookmarks 1
Resources
Profiles 9


Examples
StructureDefinitions 1


Canonical Base URLs
http://spms.min-saude.pt/ Claimed
http://spms.min-saude.pt/fhir/ Claimed


Status overview
10
0
0

Interoperabilidade Técnica

A interoperabilidade técnica faz parte da coordenação dos registos nacionais e a visão da SPMS engloba os seguintes produtos: LIGHt; PNB e NCP.

LIGHt –  Local Interoperability Gateway for Healthcare

É a Plataforma de Integração Local da SPMS.

Consiste num middleware, ou camada de integração que medeia a troca de informação entre os produtos da SPMS e os clientes externos. Fornece os sistemas internos com um motor de integração responsável pela gestão de interfaces de uma forma configurável, standardizada e segura, prevenindo o acesso direto e/ou não autorizado às bases de dados e permitindo uma auditoria aos acessos.

O objetivo desta plataforma é proporcionar aos sistemas internos um mecanismo de integração, que faz a gestão das interfaces de uma forma fiável, standardizada e altamente parametrizável. Está orientada para integrações locais, ou seja, dentro das próprias instituições, e a sua comunicação é feita com base em mensagens HL7 v2.5. A comunicação com o sistema central PNB (Portuguese Nacional Broker) é feita através do standard HL7 FHIR.

Mas é uma uma solução que vai para além da integração, é uma plataforma open source de interoperabilidade que endereça as 4 layers – legal, organizacional, semântica e técnica, pensada e desenvolvida para SONHO e SClínico Hospitalar.

Com a implementação da LIGHt, a SPMS tenciona promover a adoção de padrões nas mensagens trocadas ao nível local das instituições. Unificando, assim, os sistemas locais a nível nacional para que todos falem a mesma linguagem e de uma forma normalizada. Desta forma, pretende-se criar um alinhamento das instituições nacionais que facilite futuras integrações internacionais.

Em termos de segurança dos sistemas, a eliminação dos atuais acessos diretos às bases de dados dos produtos SPMS conferirá um incremento significativo do nível de controlo e de proteção a que estão sujeitos, tornando-os menos vulneráveis a fatores externos e, por outro lado, os dados que os suportam tornam-se mais seguros e fiáveis.

Objetivos:

  • Alinhar workflows de integração pelo standard internacional;
  • Evitar replicação de informação e reduzir os erros nos registos;
  • Centrar o profissional no utente.

Vantagens:

  • Interface standard e reutilizáveis;
  • Monitorização e reprocessamento (Backoffice);
  • Auditoria de acessos.

Potencialidades:

  • Qualidade dos registos;
  • Segurança;
  • Performance;
  • Saúde.

Especificação da LIGHt:

De forma a melhorar a resposta aos seus stakeholders, a SPMS disponibiliza um link de especificação utilizado pela LIGHt, partilhado por todos os hospitais e fornecedores para que, em qualquer momento, seja possível realizar uma consulta pública.

Pode aceder em: 

https://spmspt.atlassian.net/wiki/display/PD/LIGHt+-+Local+Interoperability+Gateway+for+Healthcare

avatar SPMS LIGHt
owner  Admin